Suicídio entre jovens na Suíça



Depressão, angústia, pensamentos suicidas. Na Suíça, um jovem adulto tira a própria vida a cada três dias. O suicídio é a causa mais comum de morte neste país, entre jovens de 15 a 19 anos.

Organizações para a prevenção do suicídio de jovens, destacam a vulnerabilidade dos jovens na Suíça. Entre os jovens adultos até 25 anos, o suicídio é a principal causa de morte. É o triplo do número de mortos em acidentes de trânsito que constituem, portanto, a principal preocupação dos pais, sinalizando que essa faixa etária é particularmente vulnerável ao risco de suicídio e que a prevenção continua sendo essencial.

Os problemas incluem transtornos de ansiedade, transtornos alimentares, depressão e pensamentos suicidas, mas especialmente tentativas de suicídio. Números do Hospital Psiquiátrico Universitário de Zurique, por exemplo, mostram que o número de casos de emergência envolvendo crianças e adolescentes está aumentando continuamente de 46 em 2007 para quase 650 em 2017.

Quase 90 por cento dos casos envolvem automutilação. Os números são alarmantes e mostram que os jovens que enfrentam problemas atuais de vida são mais suicidas do que há alguns anos. Acredita-se que a mídia social pode desempenhar um papel.

Meninos e jovens foram os mais afetados, respondendo por três quartos do total de mortes por suicídio. No entanto, esse número é enganoso. Enquanto meninos e rapazes tinham maior probabilidade de morrer de suicídio, meninas e moças tinham duas a três vezes mais probabilidade de tentar.

De acordo com a Organização Mundial de Saúde, o estigma e o tabu em torno dos transtornos mentais e do suicídio significam que muitas pessoas que pensam em tirar a própria vida não procuram ajuda. Aumentar a conscientização da comunidade e quebrar esse tabu são importantes para progredir na prevenção. As pessoas precisam se sentir à vontade para discutir como se sentem. Uma conversa carinhosa com alguém que entende é o primeiro passo. Há muitas pessoas por aí que se importam.

O suicídio é um desperdício trágico e evitável. Na Suíça, através do Projeto Madalena’s o telefone “Ouvido Amigo* atende brasileiros e brasileiras em vulnerabilidade. São 20 anos de trabalho com o lema “Salvar uma vida é salvar uma nação”. O 144 Mão Estendida também na Suíça é um serviço que atende em diversos idiomas e no Brasil o CVV ( Centro de Valorização a Vida ) está a disposição no disque 188.

Fontes:
https://lenews.ch/
https://www.swissinfo.ch/

Entre em Contato
Em que podemos ajudar?
Clique e Envie sua mensagem por WhatsApp!